Domingo é o melhor dia para um date acredita?

Automaticamente estás com a pressão de outros casais que decidiram ter uma noite romântica em plena Sexta-feira, nada diz "romance" como uma espera de duas horas por um cocktail no bar onde ela terminará empoleirada em um pequeno tamborete e acabarás empurrado por pessoas que alcançam a tua conversa aproveitando também para pedir um Mojito e o que inevitavelmente cairá nas suas calças apenas no local da virilha, de modo que parece que você mijou-se, que bandeira ham? Além disso é normal que planeies o teu encontro quando tens de dar o melhor de ti, quando sabes que ali qualquer mínimo erro é sinal que está tudo perdido… Mas eu? Ainda mais Sexta-feira? Provavelmente vais encontrar me numa tasca ou num bar ao pé de casa com um copo de cerveja ou Martini ao som de um bom R&B ou HipHop. Na maior da hipóteses acabarei encomendando um Chicken Wings com batatas enquanto decido qual filme devo ver no Netflix, depois caia num sono profundo das duas da manhã. Nas noites de sexta-feira, eu sou uma lagosta sem a casca, desamparado sem nenhum tipo de consciência de si próprio. Eu sou o meu pior eu.

Mas nos Domingos? Ahh não estas a competir com um milhão de foliões da noite de sexta-feira sentados em frente ao bar á espera de alguém que o pisque o olho, e também não estas a competir com todas as festas da noite de sexta-feira, aonde provavelmente sonhavas estar. Ainda assim, a melhor coisa sobre o domingo é a distância dos horrores da semana de trabalho. Eu gosto do meu trabalho, mas não gosto de falar sobre isso nos encontros, especialmente qual solta aquela pergunta: “Como foi o teu dia?” E automaticamente entra a conversa sobre o meu inimigo de trabalho Robert que provavelmente também pode ser o teu inimigo e então estamos presos em uma espiral de conversa de trabalho até a morte, nos separe…

Em um Domingo, no entanto “como foi o seu dia?” Começaria por falar de interesses reais, tais como foi a tua ida ao ginásio e eu sobre o show magnifico da Balmain no Paris Fashion week e assim em diante cria-se uma química única sem qualquer tipo de pressão pela família ou mesmo trabalho. Há quem acha que isso pode não ser o suficiente para ter um encontro perfeito, mas se experimentar vai ver que resulta! 

//

EN

That Friday night holds. You're also up against all the other people who are on dates on Friday night: Nothing says "romance" like a two-hour wait for space at the bar, where she'll end up perched on a tiny stool and you'll end up hovering nearby, jostled by people reaching through your conversation to order margaritas which will inevitably spill on your pants in just the crotch bit, so that it looks like you peed yourself. 

Additionally, it stands to reason that you should plan dates on nights when you know you’re going to be your best self. Me? At best, on Friday nights I am good for a few beers and Martini at the bar closest to my house. At worst, I would order a few chicken wings & fries and finish eating it before I can decide on a movie on Netflix, then fall into a deep sleep by 2 A. M. On Friday nights I am a lobster without her shell, helpless and unformed. I am my worst self.

But on Sundays? Ahh, you're not competing with a million Friday night revelers sitting in front of the bar waiting for someone to wink at you, and you're not competing with all the Friday night parties, you dreamed to be.

Still, the best thing about Sunday is the distance from the horrors of the work week. I like my work, but I do not like to talk about it on date, especially when I let go of the question: "How was your day?" And the conversation about my enemy Robert, who will probably be your enemy and then we're stuck in a spiral of work-to-death talk, separate us ...

On a Sunday, however, "how was your day?" I would start by talking about real interests, such as your going to the gym and me about the magnificent Balmain show at Paris Fashion Week and so on only without any kind of pressure from family or even work. There are those who think this may not be enough to have a perfect date, but if you try it, you'll see it works!

 

 

Marcelo Van DunemComment